COVID-19: Vacina experimental começou a ser testada nos EUA Esta é a segunda vacina em todo o Mundo a chegar à fase 3, a da testagem em massa. A primeira foi criada pelo Instituto de Produtos Biológicos de Wuhan - na China.

Entrou em fase de testes a primeira vacina experimental dos EUA – Estados Unidos da América – contra a COVID-19. No estudo estão a participar 30 mil pessoas, de 89 cidades de todo o País.

O Projecto – segundo o portal pt.euronews.com -, financiado em 700 milhões de euros pelo Governo de Donald Trump, está a ser desenvolvido pela Empresa de Biotecnologia Moderna.

Cada voluntário recebe duas doses da vacina experimental com um intervalo de 28 dias. Metade dos testados será administrado com uma injecção de um placebo para que os resultados sejam mais credíveis.

O director do Instituto Nacional de Saúde dos EUA adiantou que três outras empresas vão começar a fase de testes, com mais 30 mil voluntários cada uma.

Esta é a segunda vacina em todo o Mundo a chegar à fase 3, a da testagem em massa. A primeira foi criada pelo Instituto de Produtos Biológicos de Wuhan – na China – e começou a ser testada em Junho, em 15 mil pessoas.

Também a Universidade de Oxford, no Reino Unido, está na corrida à vacina contra a COVID-19. Já concluiu com sucesso a fase um e a fase dois, onde foram verificadas respostas de imunidade ao vírus em mais de mil voluntários.